Quem inventou as regras da vida?

Às vezes me pergunto quem inventou as regras da vida, esse modo como vivemos hoje e que já estamos tão acostumados. Um frenético estilo de viver em busca de sucesso profissional, financeiro, amoroso, social, e muitos vários tipos de triunfos.  É como se fosse uma grande corrida onde a linha de chegada está lá longe, e só quando você conseguir as coisas que supostamente deve conseguir, será, então, finalmente feliz.

Não sei, mas parece que muitos de nós já estamos tão habituados a certos estigmas da sociedade que nem mais nos questionamos em relação a elas ou pensamos por que funcionam do jeito que funcionam. Aliás, na corrida do mundo, se você pensar demais sobre questões da vida vai ficar parado no caminho, e logo vão tomar sua vaga, seu emprego, seu amor, suas prioridades.

Normalmente costumamos pensar que evoluímos para melhor, essa é a lógica da coisa. No entanto, parece que com o passar dos anos, por mais que nós humanos tenhamos melhorado nossas casas, nossas ruas, as condições de vida em geral, parece que perdemos alguma coisa, um fator importante da nossa característica de indivíduos únicos e racionais. Nossa humanidade, nosso ato de pensar e se importar com o mundo, de divagar, imaginar, sonhar, desejar e idealizar um mundo melhor e diferente, e, o mais importante, fazer algo para torná-lo realidade. Ficamos passivos, espectadores da vida na terra, protagonizando essa estória de vez em quando. 

Às vezes parece que as pessoas já estão conformadas com o universo, com rotinas chatas e questões relativamente superficiais, ficando lentamente infelizes e frustradas, é como se  fosse algo contagiante quando se fica mais e mais velho ou quando se acha que tudo está perdido.

Ou, no fundo, todos se sintam um pouco assim, possuam uma energia interior incosciente capaz de uma verdadeira mudança, porém não demonstram e não fazem muito por um mundo mais humano, melhor, que dê um pouco mais de valor para as pessoas. Eu mesmo já me vejo um pouco conformado com certas situações que sei que sou, ou penso ser, incapaz de mudar, como políticos corruptos, preconceitos diversos, violência simbólica e muitas coisas. Talvez um de nós precise levantar, e puxar todos os outros juntos, para fazermos uma revolução humana, de fato. Não sei… provavelmente, estou divagando demais. Acredito que só desejo dizer, acima de tudo, que essas regras da vida foram criadas por nós humanos buscando facilitar nossa breve existência, só que muitas vezes nos fazem mais ocupados e preocupados com tantas coisas, que simplesmente deixamos de viver por viver, perdemos um pouco do inocente fascínio pelo mundo.

Tags:, , ,

2 Respostas para “Quem inventou as regras da vida?”

  1. fernão lopes diz :

    Muito bom… infelizmente… ô inquietação complicada esta não?

  2. Leonardo Lovo diz :

    Belo texto, curti muito. Penso muito nisso, pois sou bastante questionador e avesso às convenções sociais por elas próprias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: