O Bóson de Higgs e a essência da vida

Embora o projeto de criar o blog seja antigo, não posso negar que um dos principais motivadores para começar a escrever e dividir minhas opinião a cerca das mais variadas coisas foi o Saindo da Matrix. Um blog metafísico que propõe um olhar diferenciado sobre coisas da vida.

Um dos últimos posts do blog diz respeito a uma ligação direta do fluído universal e do Bóson de Higgs.

O primeiro é retratado pela primeira vez em uma análise no Livro dos Espíritos, o manual kardecista. Eles – os espíritos – explicam a Allan Kardec que tal fluído seria a ligação entre luz e matéria, para que esta pudesse ter as propriedades que conhecemos e não fossem apenas um amontoado de átomos. Seria o elo fundamental para que coisas existissem de fato.

Já o segundo é uma das grandes descobertas recentes da humanidade. O Bóson é uma partícula que preenche os espaços que eram, até então, considerados vazios nos átomos. O que ficaria entre prótons e nêutrons? Essa foi a resposta que Peter Higgs tentou dar construindo uma teoria na qual micro-particulas ocupariam este vazio.

A confirmação de sua existência veio recentemente em estudos com o Grande Colisor de Hádros (LHC), equipamento responsável por provar cientificamente que a teoria estava certa. As partículas  têm sido descritas pela grande mídia como partícula de Deus. Aqui, vale frisar, que o nome tem muito mais a ver com propaganda e um “engano” do que propriamente uma análise divina da situação.

Pois bem, resumidas ambas as situações, a avaliação presente no texto  é a de que eventualmente o Bóson de Higs e todas as suas propriedades que dão massa à outras partículas elementares casam muito bem com a descrição contida na resposta 27 do Livro dos Espíritos.

Seria esta a descoberta do fluído universal? As partículas elementares que dão massa à matéria e que também servem como ponte de ligação da luz com a matéria?

A conclusão, por enquanto, é apenas individual. Mas não deixa de ser uma teoria muito interessante. De uma forma ou outra, até mesmo o cientista das massas, Marcelo Gleiser, escreveu sobre isso em uma coluna sua na Folha de São Paulo que pode ser lida aqui em uma divertida conversa entre Higgs e Aristóteles.

Para saber mais: Bóson de Higs, Textos para reflexão, NerdCast e o Livro dos Espíritos

Tags:, , , , , , , , , , ,

Sobre Gibran

Gibran, jornalista e coxa-branca. Filho de pais maravilhosos, marido de uma esposa sensacional, pai de quatro gatos (Jéssica, Jim, Lara e Arafat) e amigo de grandes amigos. Não vive sem música, leitura, futebol, internet e tecnologia. Metafísico e prático.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: